Poluição sonora

Jovens em seu ponto de encontro urbano
Jovens em seu ponto de encontro urbano (não, eles não são gays…)

Trata-se de uma cena clássica: noite de sexta-feira (ou tardes de sábado e domingo), postos de combustível cheios, jovens rindo, bebendo cerveja e comendo guloseimas compradas nas respectivas lojas de conveniência.

É o começo do final de semana, onde os amigos se encontram, batem papo e se divertem. “A juventude é linda, jovem sempre ri a toa…”, dizia a minha saudosa avó. Tudo vai bem, uma grande harmonia no ar.

Ou melhor, tudo ia bem: de repente, algum imbecil abre o porta-malas do carro, recheado de módulos amplificadores de potência, subwoofers e cornetas. A harmonia vai para o espaço assim que o som é ligado e começa a tocar um pancadão qualquer. É realmente pra acabar com o humor de qualquer um.

desgraca
Pra mim, isso é a visão do inferno.

Tenho uma amiga que é extremamente sensível à poluição sonora. É o tipo de pessoa que não suporta uma motocicleta ou carro com o escapamento aberto. Creio que isso não irrita somente ela, mas qualquer ser humano com um mínimo de bom senso.

Segundo ela, o número de decibéis que um escapamento emite é inversamente proporcional ao tamanho do aparelho reprodutor do condutor. “Os donos de Harley Davidson são os piores.” – diz ela –  “Eles acham que estão abafando com aqueles motores barulhentos, mas toda mulher sabe a insegurança masculina que se esconde por trás daquela poluição sonora…”

E você achando que era o dono do pedaço com seu escapamento aberto...
E você achando que era o dono do pedaço com seu escapamento aberto…

Não sei se o que ela falou é verdade, mas faz sentido sim. Voltando aos sistemas de som, qualquer um sabe que quanto maior for a capacidade do sistema de áudio do indivíduo, pior é o gosto musical.

Não sei quanto a vocês, mas eu nunca vi um sujeito desses montando sistema de som para tocar Rachmaninoff ou Mussorgsky. Geralmente eles gastam fortunas para montar um sistema de som que só vai tocar coisa que não presta, como axé, pagode, funk, sertanejo e outras porcarias.

Desliga isso que meu ouvido não é penico
Desliga isso que meu ouvido não é penico

Na verdade, não tenho nada contra nenhum gênero musical. O que realmente condeno é o fato do indivíduo não respeitar as outras pessoas que dividem o mesmo ambiente. É humanamente impossível compreender a capacidade cerebral de um sujeito que deseja impor o gosto musical dele, pelo menos para mim, um sujeito desses quer mais é importunar os outros, perturbar o ambiente.

Ontem cheguei em casa e descobri que não havia nada para comer. Como estava muito cansado, resolvi dormir um pouco e depois iria pra rua jantar alguma coisa.

Acordei por volta da meia-noite e meia, com uma fome somaliana. A conveniência do posto em frente a minha casa tinha fechado as 23:00 hs (a pedido da vizinhança, por causa dos babacas quem tem som no carro), padarias fechadas, McDonalds fechado, Subway fechado, enfim, tudo fechado, menos o posto de gasolina da rua Jurubatuba.

Corri para lá e logo que chego no posto tem um Golzinho prata com o porta-malas aberto, com 10 subwoofers e 50 cornetas. O babacão se achando o tal, com o volume no máximo, tocando alguma porcaria que o meu cérebro fez o favor de não registrar.

Entrei na conveniência e descobri que não tinha nada que prestasse para se comer. Resolvi ir para a Av. Kennedy, talvez o Subway de lá estivesse aberto. Peguei um achocolatado para tapar o buraco da minha fome e saí em direção ao carro.

briga-posto

Foi aí que começou a confusão: barulho de garrafa de cerveja quebrando, gritinhos femininos dizendo “pára, pára…” e dois jovens trocando socos.  Os frentistas correram para apartar a briga e a última coisa que consegui ouvir foi uma menina dizendo “moço, eu só pedi para ele abaixar o som…”

É realmente o fim do mundo. Uma briga feia por causa de babacas que não sabem respeitar o próximo. E digo mais: se eu tivesse alguns anos a menos (e agilidade e testosterona a mais) eu teria ajudado o cara a dar uns cascudos no babaca do Golzinho prata. Ou melhor, teria amarrado o cara em uma salinha para torturá-lo com música de boa qualidade.

14 Comentários

Arquivado em Geral

14 Respostas para “Poluição sonora

  1. Nelson Vaini Neto

    Só uma coisa a dizer: playboyzada!!!

  2. Moa

    Musica de boa qualidade pra ele geralmente ele ia ficar louco…. EAHuAEheahuAEUahhuae

    gente burra o sulficiente pra nao abaixar o som quando pede num tem neuronio sulficiente pra gostar de musica boa….

  3. N0bru

    Meu que cara babaca, se eu to no lugar eu amarro ele ponho o som no talo e guindo ele no meu ingate pra nois da um role pra longe do posto! .haha //

  4. Steve McQueen

    Tem é que passar fogo nesses malandros.

  5. Rafa-ABC

    “[…] eu nunca vi um sujeito desses montando sistema de som para tocar Rachmaninoff ou Mussorgsky. Geralmente eles gastam fortunas para montar um sistema de som que só vai tocar coisa que não presta […]”

    Sem mais.

  6. Bolacha

    Não tem mais solução!
    As cidades são dos manos e dos malas mesmo…o melhor a fazer é ficar longe, pois infelizmente parece q são a maioria.

    Ps.: Bitu, o McDonalds do Carrefour Vergueiro é 24H se não me engano. Mas pra variar, lá tb tem mano às vezes…

  7. Não precisa ir mais pra posto não. Eu moro em apartamento, no décimo andar, e toda noite passa pelo menos um idiota desses na avenida com o som alto. O barulho do subwoofer entra pelas janelas de casa e não consigo escutar a TV.

    Detalhe, meu prédio não é o que fica mais próximo da avenida. Aliás, se eu morasse de frente pra avenida ia voar bexiga com mijo em cima desses carros.

    abraços.

  8. Miguel

    No condomínio de casas que moro é cheio desses baianos, um querendo mostrar que tem o mau gosto pior que o do outro e que consegue suportar o som distorcido e absurdamente alto mais tempo dentro de seu carro.

    Tem um FDP de um A3 prata na minha rua que não importa a hora, ele sempre passa a 2km/h e com o som grave no talo. Tenho quase certeza que ele faz isso pro amante da mulher dele saber quando ele ta saindo e quando ta chegando, só pode.

  9. FábioE.A.

    Caraaaaaaaaaaaaaaaaaaaamba! Feboy emagreceu!!!

  10. Pietro

    Engraçado são esses bocós, manés, idiotas e imbecis num campeonato de som, da IASCA. Primeira pergunta “Ué, cade o som?”. Trio é lixo. Quem monta trio é lixo. Quem paga por isso é mais lixo ainda.

  11. “Quanto maior for a capacidade do sistema de áudio do indivíduo, pior é o gosto musical.”
    falou bonito, meu cunhado tem um dos carros com um dos maiores volumes que eu conheço, mas nem me pergunte o que ele toca naquela merda…

  12. Rubens

    É lamentável a falta de educação e bom senço das
    pessoas (inclua a merda dos meus vizinhos); mas como tudo nessa porcaria de país, isso, também é culpa do governo; basta criar uma lei (se já não existe) pra proibir esse barulho (pertubação da paz alheia e poluição sonora) e faze-las serem cumpridas (multa e apreênção do equipamento babaca).
    Se for proibido e fiscalizado resolve ( ninguém acreditava que as leis do cinto-de-segurança e capacete iam funcionar).
    Quem sabe se juntarmos um monte de desesperados e escrevermos pro tio Lula pra fazer uma pressão…. talvez enviando email pro governo, pras prefeituras, sei lá.
    Boa sorte pra nós (não suporto mais).

  13. RIDERGIRL

    RIDÍCULO. LAMENTÁVEL. DEPRIMENTE É ESTA POSTAGEM.

    ANTES DE JULGAR OU CRITICAR ALGUMA COISA, VAI ESTUDAR OU SE INFORMAR DIREITO. “DONOS DE HARLEY SÃO OS PIORES” HAUAHAUHAUA…VC DIZ ISSO PQ NÃO TEM UMA MEU FILHO! QUE PENINHA!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s