Porsche 917 completa 40 anos

Teteto: está aí o post que você pediu!

Fonte: MSN Automóvel/Webmotors

whaletail_917gulf

Texto: Gustavo Henrique Ruffo

Cinquenta especialistas em carros de corrida, convidados pela prestigiada revista britânica “Motor Sport”, elegeram o Porsche 917 como o maior bólido de competição da história. Não é para menos. Ele ganhou a maior parte das provas de que participou, inclusive uma edição das “24 Horas de Le Mans”, e tem lugar garantido nos sonhos da maior parte dos fãs de automobilismo. Para todos eles, o dia 13 de março será um dia para anotar na agenda. É nesta sexta-feira 13 que o 917 completa seus 40 anos.

917
Apresentado nesta data em 1969, durante o Salão de Genebra, o 917 foi desenvolvido sob a supervisão de Ferdinand Pïech. Ele foi criado depois de a FIA criar uma categoria de carros de corrida homologados para motores de até 5 litros e no mínimo 800 kg. Como estes carros tinham de ter uma produção mínima, o 917 teve 25 completadas em abril de 1969. A produção total do carro, que teve diversos tipos de carroceria, chegou a 65 unidades.

917-2A carroceria, feita de plástico reforçado por fibra de vidro, estruturada por um chassi tubular de alumínio, era leve o suficiente para fazer seu motor de 12 cilindros brilhar. Chamado de V12 de 180° por conta de seu virabrequim, o motor, na verdade, era um boxer refrigerado a ar, ou seja, com cilindros opostos, como boa parte dos Porsche clássicos. Tinha 4,5 litros e gerava 520 cv.

917-3
Havia três tipos de carroceria. A de cauda curta era boa para circuitos sinuosos, nos quais uma grande pressão de contato era ideal para curvas rápidas. O de cauda longa era voltado a circuitos com longas retas e velocidades finais altas. Os Spyder, por sua vez, eram usados nas provas de CanAm.

917-4

Em suas três primeiras corridas, o 917 saiu das provas por problemas mecânicos, mas acabou vencendo sua primeira competição em agosto de 1969, os Mil Quilômetros de Österreichring.

917-5

Em 1970, o 917 vermelho e branco com número 23 venceu sua primeira prova em Le Mans, pilotado por Hans Herrmann e Richard Attwood brought. Em 1971, ele repetiu o feito pilotado. Seu chassi, em vez de alumínio, usava magnésio. O carro foi por Gijs van Lennep e Helmut Marko, que quebrou o recorde da prova com uma média de 222 km/h e 5.335 km percorridos, um recorde que, segundo a Porsche, ainda persiste. Outro recorde foi a máxima atingida, de 387 km/h, na reta Mulsanne.

917-6

A Porsche credita às tecnologias desenvolvidas no 917 o desenvolvimento do 911 Turbo, um carro que até hoje vira a cabeça dos apaixonados por carros esportivos. Sete dos 917 históricos estão hoje no museu da marca, em Zuffenhausen. Chegar aos 40 anos em grande forma é privilégio para poucos. No caso do 917, mais ainda.

ASSISTA: COMO ANDA O PORSCHE 917:



3 Comentários

Arquivado em Geral

3 Respostas para “Porsche 917 completa 40 anos

  1. Nelson Vaini Neto

    É… pena que não se fazem mais…

  2. Magnus

    An amazing machine.

  3. Moa

    Caraaaaiiiii!!

    andar 1000 km … o dia todo AUehuhAEuheau

    e dar picos d 387 km por hora eh um sonho deveras interessante pra mim AehuAEHuhaeuheA

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s